Últimos assuntos
» Pet Shop de Éolo .
Sab Abr 19, 2014 10:38 am por Mari warsen

» Loja de Mascote do Titio do Raio
Sab Abr 19, 2014 10:35 am por Mari warsen

» Loja mágica da Nyx
Sab Abr 19, 2014 10:33 am por Mari warsen

» Registro de Avatares
Dom Jan 26, 2014 8:20 am por Nyx

» Poderes & Habilidades dos Filhos de Ares
Ter Dez 03, 2013 3:48 pm por Nyx

» Poderes & Habilidades dos Filhos de Poseidon
Ter Dez 03, 2013 3:42 pm por Nyx

» Quero ser Reclamado!
Dom Set 16, 2012 1:53 am por Math Tuck

» Missão Heróica para Miguel Angel
Qui Maio 03, 2012 11:06 pm por Adam R. Wanster

» Jogo do ou
Seg Abr 30, 2012 2:56 pm por Nyx

Outubro 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    

Calendário Calendário

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Parceiros
Fórum grátis


Quero ser Reclamado!

Ir em baixo

Quero ser Reclamado!

Mensagem  Caos em Dom Fev 05, 2012 12:47 pm

Aqui você podera postar sua ficha de reclamação, basta postar o seguinte:

Nome Completo:
Progenitor ( Pai / Mae )
Por que quer ser filho do progenitor escolhido: ( minimo 5 linhas )
Historia contando como descobriu que era um semideus / semititã e como chegou aqui no acampament( minimo 15 )



_________________



♦️ Zeus♦️ Deus dos Deuses e do Ceu ♦️ 16 Anos ♦️ Deus Olimpiano ♦️
avatar
Caos
Admin

Mensagens : 43
Pontos : 107
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/12/2011
Idade : 23

Ficha Olimpiana
Vida:
999999999/999999999  (999999999/999999999)
Energia:
999999999/999999999  (999999999/999999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://worldhalfblood.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quero ser Reclamado!

Mensagem  Jane Mary em Seg Fev 06, 2012 9:48 am

Ficha de reclamação

Jane Mary | Indefinida | 14 Anos


☪ Nome completo: Jane Mary

☪ Progenitor:
Nyx, deusa primordial, deusa da noite.

☪ Por que quer ser filho do progenitor escolhido.
1ª razão: Eu quero ser filha de Nyx, pois as pessoas têm uma noção errada da noite, a noite não é assustadora e sombria, não é uma coisa que deve ser temida, ela é cheia de vida e encantos que a luz do sol ofusca de dia, quero ser eu a trazer essa mensagem a todos, me tornando uma guerreira exemplar e digna de ostentar o titulo de filha da noite.
2ª razão: Eu adoro o jeito misterioso e mágico da deusa.
3ª razão: Os poderes conferidos aos filhos de Nyx são incríveis!

☪ Historia contando como descobriu que era um semideus / semititã e como chegou aqui no acampamento. -1ª pessoa.
Nascida em NY no mês de dezembro, eu fui sempre tachada de diferente, não tinha amigos e sempre ficava sozinha quando podia, meu pai, que é um professor de astronomia da faculdade, era a única pessoa que me olhava nos olhos e falava comigo diretamente, mas quando comecei a crescer e demostrar que além de anormal eu era disléxica, hiperativa e tinha déficit de atenção ele parou de me olhar nos olhos e começou a me tratar com o máximo de frieza possível, nem mesmo quando eu era expulsa de todas as escola que eu me matriculasse ele não me dirigia qualquer sentimento de raiva ou decepção e eu geralmente via como uma forma de escape daquela frieza interminável as minhas caminhadas à noite pela minha cidade natal.
Tudo na minha vida mudou quando eu estava passeando no Central Park na noite que eu fui expulsa pela 13ª vez em 14 anos, eu estava me esforçando para achar uma única estrela no céu corrompido pela poluição de NY quando senti como se vários cubos de gelos estivessem escorregando sob minha coluna, virei meu corpo para me deparar com o maior cachorro que eu já tinha visto na vida era do tamanho de um elefante ou maior.
Fiquei paralisada de medo, mas logo minha hiperatividade me acordou e me deixou o mais alerta possível, analisei todas as minhas opções e decidi procurar alguma coisa para me defender, correr não era meu forte e com certeza eu não queria disputar uma corrida com aquele cachorro gigante. Comecei a procurar algo para distrair aquele bicho até que olhei para trás e vi o galho de uma árvore que estava partido, peguei o galho, o cachorro apenas me olhou com curiosidade enquanto eu fazia esforço para levantar o galho no nível do meu ombro. O cachorro fez uma careta e depois começou a balançar o rabo
- Quer? Quer o galho? - Gritei – Então vai pegar!
Peguei todo o impulso que eu consegui e joguei o galho por cima da cabeça do cão mutante, ele se virou e foi correndo pegar. Decidi que aquele era o momento para correr, respirei fundo e disparei em direção à minha casa que ficava a uma quadra do parque. Minha mente gritava que eu estava ficando louca e meus músculos ardiam por causa do esforço incomum, na metade do caminho eu ouvi o som de madeira partindo ao meio, olhei para trás por instinto e meus olhos encontraram os olhos furiosos do animal, ele rosnou para mim, jogou o galho partido pro lado e começou a correr em minha direção, corri mais rápido ainda e quase tropecei no calçamento da rua.
Eu estava tão perto! Dava até para ver meu prédio, mas o cachorro estava quase me alcançando eu nunca conseguiria chegar lá e mesmo que conseguisse não poderia fazer nada, ele me abocanharia antes de eu conseguir pegar a chave para abri o portão. Então ao em vez de continuar correndo eu parei e me virei pro cachorro, ele parou e deu um latido que fez a rua toda tremer, era isso, o meu fim, eu ia virar aperitivo canino, mas antes que isso pudesse acontecer eu ouvi o som de algo feito de algum metal caindo ao meu lado, me virei e vi uma faca pequena de bronze. Bem na hora exata que o cachorro avançou em mim eu me joguei no chão, agarrei a faca e ataquei com força a barriga dele que soltou um ganido estranho. Fechei os olhos e esperei que o animal me esmagasse com o seu peso, mas nada aconteceu, abri os olhos e o cachorro havia sumido, eu não podia acreditar que um bicho daquele tamanho tivesse desaparecido em menos de três segundos. Estava tão em choque que nem percebi a mão que se estendia em minha direção até que o dono dela resmungou alguma coisa, recusando a ajuda me levantei sozinha e me vi encarando os olhos verdes do meu pai.
- Jane eu já te disse para não ficar por ai à noite. - Disse ele com o mesmo olhar frio de sempre.
Não podia acreditar, eu quase tinha virado o maior petisco de cachorro do mundo e ele continuava a me tratar assim. Não agüentei e explodi.
- Se você se importasse mais comigo e parasse de me tratar como se eu tivesse arruinado com a sua vida talvez eu não ficasse por ai à noite. – Talvez na hora eu tenha sido um pouco dura, mas eu estava destruída.
Ele olhou para lua e se voltou para mim com o primeiro olhar de raiva que eu via em seu rosto dês dos meus onze anos de idade.
- Eu me importo com você! Eu te amo Jane, mas você me lembra de mais ela e eu não posso agüentar isso! – Gritou ele.
Encarei ele, eu lembro quem? Eu queria perguntar, mas algo em sua expressão me calou pelo resto da noite. Ele me levou para casa e me mandou dormir, pois amanhã ele iria me levar para um lugar seguro.
No dia seguinte ele me explicou sobre tudo e me deixou no acampamento dizendo que era melhor eu ficar lá até que eu soubesse me defender sozinha (deixando bem claro que eu não era mais tão bem vinda em casa), ele também me entregou a faca de bronze, que ele disse ser celestial, e uma muda de roupas limpas dentro de uma mochila, eu não protestei em relação a nada e não ousei perguntar sobre o que ele me disse na noite passada. Decidida que na próxima vez que nos encontrássemos eu iria exigir que ele me respondesse quem eu lembrava entrei no acampamento Meio-Sangue.


RECLAMADA POR ZEUS ( DESCULPE ESTAMOS TEMPORAREAMENTE SEM OS PODERES DE NYX )
avatar
Jane Mary
Líder de Chalé
Líder de Chalé

Mensagens : 13
Pontos : 13
Reputação : 0
Data de inscrição : 05/02/2012
Idade : 21

Ficha Olimpiana
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quero ser Reclamado!

Mensagem  Evertton Folly em Qui Fev 09, 2012 7:49 am

Nome: Evertton Folly

Pai/Mãe: Morpheus, Deus dos Sonhos

Porque: Pois me identifico muito com Morpheus.

História:

Aos 10 anos ja fazia coisas que garotos da minha idade nunca pensariam em fazer
era mais Habilidoso que os outros, mais rapido que os outros.
Num dia estava jogando Basquete sozinho, quando a bola foi para o meio da rua, e derrepente um carro a quilometros esta vindo pela rua, pareceia que estava perto de mim, logo corri dali, pensando que o carro iria me atropelar.

Achando muito estranho o ocorrido perguntei a minha mãe, e ela me conto tudo.
Fiquei meio assustado, pois ela me fez jurar nunca usar todos o meu poder
só em caso de extrema emergencia.

Aos 17 anos estava passando num beco, e tinha 3 individuos suspeitos vindo em minha direção. Logo vi eles com canivete e barras de ferro, para me assautar, fiquei muito nervoso e derrepente começa a surgir uma nevoa, e o 3 individuos ficaram meio sonolento, ao perceber corro dali assustado sem saber oque era.

Na escola era um garoto quieto, pois tinha alguns que pertubavam nas aulas e os outros alunos, um certo dia me cercaram na rua e começaram a bater em mim, começei a me defender dali quase desmaiando senti uma aurea muito forte, derrepente os garotos correram assustados, logo apos desmaiei, e acordei na enfermaria 3 dias depois no acampamento.

Reclamado porém nos próximos posts você deve prestar mais atenção na ortografia e na concordância, mas você tem talento. (Desculpe, no momento estamos sem os poderes dos filhos de Morfeu. Como não existe ainda um Morfeu no fórum eu (Nyx) estou atualizando essa ficha)
avatar
Evertton Folly

Mensagens : 1
Pontos : 1
Reputação : 0
Data de inscrição : 09/02/2012

Ficha Olimpiana
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quero ser Reclamado!

Mensagem  Carter Wayne em Sex Fev 10, 2012 9:10 am

Nome: Carter Wayne

Pai/Mãe: Éolo

Porque: Porque eu sempre amei Éolo , sempre me comparo á ele e acho que Éolo é fundamental .

Historia Eu vivia com minha mãe em Manhattan , de frente com o Central Park , quando eu tinha 7 anos , eu adorava passear com meu cachorro '' Bobby '' por ali , em um dia normal , que já fazia um mes que eu tinha feito 9 anos , eu estava passeando com Bobby pelo Central Park , minha mãe estava fazendo umas comprinhas nas lojas ali perto , o Central Park era bastante movimentado , Bobby estava muito agitado por isso achei estranho , e dei mais uma volta , Bobby era um Basset , até que bonitinho , eu o adorava e não podia viver sem ele , parei perto de uma arvore grande , sentei na grama observando o sol , a brisa quente passava entre minhas vestes , acariciei Bobby mas ele saltou para tras rosnou e latiu , quando me virei , apertei a guia de Bobby , Um homem alto totalmente de branco ( menos a calça acizentada ) , sinceramente , ele parecia um pastor de igreja , seus cabelos negros até o ombro e seus olhos azuis , eram-me familiares .
- Olá Fi... Digo garoto . - Disse o Homem .
- Olá ... - Disse eu o fitando .
- Sou Érculano - Disse o homem fazendo uma careta .
- Sou Carter . - Disse eu franzindo a testa .
Sinceramente , eu comecei a '' rir '' por dentro , serio , quem se chamaria Érculano , e eu tambem achei estranho ele ter falado '' Fi...'' , eu juro que ele tinha dito Filho .
Eu segurei mais forte a guia de Bobby , que aparentemente queria correr para outro lugar , então dei uma bronca nele , Érculano começou a rir de Bobby imediatamente , eu ergui a sombrancelha para Érculano e depois voltei os olhos para Bobby , que estava mordendo a minha mão ( Não forte ) , e dei outra Bronca em Bobby , que imediatamente sentou ao meu lado , depois de alguns minutos trocando palavras com Érculano , minha mãe chegou .
- Carter... - Disse minha mãe arregalando os olhos , depois ela largou as compras que se debulharam no chão .
- Mãe ? - Disse eu me levantando .
- MONSTRO ! MONSTRO ! SAIA DE PERTO DO MEU FILHO ! SAIIIIIIIA ! - Disse minha mãe com cuidado , se aproximando de mim , e me puxando pra ela .
- Querid.. - Disse Érculano .
- Vamos , Ntch Ntch - Disse eu puxando a guia de Bobby .
- Tchau Érculano . - Disse eu ainda guiando Bobby .
- CARTER ! NÃO FALE COM ESSE MONSTROOOOO ! - Disse Minha Mãe .
Quando eu olhei para tras Érculano fora levado com o vento , eu segui minha mãe guiando Bobby que tinha parado de ficar TÃO agitado , fui para o meu apartamento e tomei um banho .
Depois de 5 anos desse acontecimento , Bobby já tinha morrido , minha mãe enlouquecido , então eu sai de casa , andando por aí , com meu amigo Josh , ele andava de um jeito esquisito , usava muletas , sua pele era morena , ele tinha olhos castanhos e cabelo enrolado ruivo , ele e eu andavamos por aí , quando ele agarrou a gola de minha blusa e me encostou numa arvore .
- Escuta Aqui Cara ! Eu Tenho Que Te MATAR ! - Disse Josh.
- Como ? Me Matar ? Você É BESTA ? - Disse eu o impurrando .
Josh retirou as calças rapidamente , revelando pernas peludas e cascos em ves de pés , e agarrou uma muleta para usar de arma , eu saquei minha faca ( qual eu já tinha ) , me preparando .
- Carter ! É Um teste ouviu ! - Disse Josh erguendo a muleta .
- Teste ? Mas você nao queria me matar ? - Disse eu ;
- Não ! É Só um teste - Disse Josh Sorrindo
Ele investiu contra mim , e começamos a lutar , eu cortei todo o abdomem dele , ele começou a gemer , e caiu no chão , ele olhou pra mim com um olhar de aprovação e largou a muleta , e se levantou com dores .
- Bom trabalho Carter ! Você Passou . - Disse Josh .
- Ok ... Estranho ... - Disse Eu .
- Carter tudo na sua vida foi estranho , você é um semi-deus amigo , do jeito que você se esquivou de meus ataques de Sátiro , você é rapido como o vento , isso é incrivel , por isso amigo , tenho que te levar para lá - Disse Josh apontando para uma colina bem grande .
Não era uma colina desafiadora ,Josh me guiou até a colina , Josh era meio sedentario , ele chegou Suando no topo da colina , eu cheguei , e me deparei com um enorme acampamento , e uma placa em cima (Na qual eu consegui ler vagarosamente) escrita Acampamento Meio-Sangue , Josh tinha me guiado até o centro , e depois encontrei com um cara metade homem e metade cavalo , que me levou até um dos chalés , um chalé velho e feio , eu entrei , e me acomodei , e estou aqui , esperando ser reclamado .



RECLAMADO ( MAS NO MOMENTO ESTAMOS SEM OS PODERES DE ÉOLO)
avatar
Carter Wayne

Mensagens : 2
Pontos : 3
Reputação : 1
Data de inscrição : 09/02/2012

Ficha Olimpiana
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quero ser Reclamado!

Mensagem  Tristan Thorn Stormhold em Seg Fev 13, 2012 11:43 am

Nome Completo: Tristan Thorn Stormhold

Progenitor: Caos

Por que quer ser filho do progenitor escolhido:
Gosto de Caos e da história dos filhos dele. Sempre fui filho de outros deuses e raramente sou de deuses primordiais e gostaria de ser de Caos para saber como é ser filho de um dos criadores de tudo.

Historia contando como descobriu que era um semideus / semititã e como chegou aqui no acampamento:
Início

Eu cresci sem pai e minha mãe me ajudou e meu irmão gêmeo em muitos momentos de dificuldade e há 6 meses ela se casou e dou me dou bem com o esposo dela. Ele quer me mandar para um internato ou colégio militar, não entendi direito mas sei que é pra eu ficar longe, então decidi fugir de casa, deixando um bilhete para minha mãe e meu irmão me despedindo.

No avião

Num dia que viajava de avião com dinheiro roubado de uma loja, uma aeromoça me servia amendoins e eu me distraía com as crianças jogando PSP no banco ao lado do meu, quando olho para os amendoins havia dois escorpiões em cima da bandeja e quando eles pulam para me atacar, uso a almofada para retarda-los e saio do meu lugar e aproveito que já havíamos chegado no aeroporto, a aeromoça que tinha me servido tenta me impedir e percebo que era ele e era um pouco estranha com uma perna de metal, mas chuto seu pé normal, dou um soco na barriga dela, a empurro e saio correndo do local. Saio correndo do aeroporto, logo depois pego um taxi roubado e dirijo até uma lanchonete e vejo numa placa escrito NY que me lembro que minha mãe me mostrou num filme e me ajudou a reconhecer certas iniciais.

A surpresa

Três adolescentes entram no táxi com pressa e um deles era peludo demais e me dizem para ir para o Central Park. Dirijo uns dois quilômetros e pergunto o que eles eram porque eu podia ser a mesma coisa e como eles ficaram sem jeito eu disse que via os chifres do menino peludo só que não entendia porque e já me disseram para ir para o Estreito de Long Island que havia um local seguro lá. Eles se entreolham durante o minuto mais longo da minha vida e o mais peludo com chifres me explicou sobre os deuses, semideuses, o acampamento e sobre as buscas dos sátiros por semideuses. Demoro uns minutos para assimilar tudo mas não tive tempo de pensar, porque dois cães pretos e com um tamanho acima do normal vinha para o carro rapidamente então ligo o carro e dirijo e peço para o sátiro me ensinar como ir para o acampamento meio-sangue, logo dirijo pelo caminho indicado pelo sátiro para o acampamento e pelas crianças para cortar caminho.

A chegada

Quando chegamos próximos, quebramos uma cerca pela pressa porque os cães ainda estavam atrás do táxi, mesmo estando longe eles não se cansavam fácil e estavam se aproximando. Acelerei um pouco e estacionei próximo ao dragão e o pinheiro, passamos pelo dragão enrolado no pinheiro, descemos a colina e o sátiro nos levou até uma casa grande que devia ser quem mandava ali, enquanto me aproximava me preocupava sobre o que o sátiro havia comentado sobre reclamação e de quem poderia poderia ser meu pai. Durante a minha caminhada até a casa me lembrei também de meu irmão que por ser meu gêmeo também devia ser um semideus, mas como estava longe de casa me tranquilizei um pouco pensando que ele não devia ter se descoberto ainda e por hora estaria em segurança.


Atualizado por Nyx ^^
avatar
Tristan Thorn Stormhold

Mensagens : 7
Pontos : 9
Reputação : 0
Data de inscrição : 05/02/2012

Ficha Olimpiana
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quero ser Reclamado!

Mensagem  Shamira Birk em Sex Fev 24, 2012 5:33 pm


Nome completo: Shamira birk

Progenitor:Dionísio
Por que quero ser filho do progenitos escolhido:,tenho tudo haver com o deus, adoro festas, aprecio bons vinhos, tenho personalidade assim como o deus, apenas gosto do deus e que queria muito se filha dele.

História:
Meu nome é Shamira Birk, tenho 16 anos e vou contar um pouco da minha história que não é nada comum por sinal.
Morava com minha mãe em Nova York,nossa vida era bem simples; minha mãe dava um duro para poder cuidar de mim e ao mesmo tempo poder trabalha .você deve estar se perguntando o que houve com meu pai, estou certa? Ele nos abandonou quando eu fiz 5 meses, deixou minha mãe muito abalada pois ela me falou que o amava muito, ela também disse que ele nos deixou por causa da família ( não entendi, mais ela disse que o abandono dele faria sentido).
Desde de nova sempre via coisas estranhas ,tipo: homens com apenas um olho , mulheres com corpo de cobra , garotos com chifres etc. Quando comecei a ler minha mãe me deu um livro de mitologia e ela fala algumas coisas sobre isso que eu via; mais tinha certeza que eram apenas histórias e que aquilo que eu via não poderia ser real.
A minha adolescência foi perturbadora , fui expulsa da minha primeira escola com apenas 10 anos e depois ficou muito pior . Foi essa primeira expulsão que ocasionaram muitas outras , as vezes conseguia explodir alguma parte de algumas escolas que passei ; Minha mãe ficava triste com isso, mais parecia que ela estava acostumada e quando algo acontecia com alguma escola ela sempre dizia: ‘’ Um dia tudo fará sentido e você vai ter que se conforma com o que você realmente é’’.
Hoje eu tenho 16 anos e uma vida problemática , estudo em uma escola simples e ruim ( foi a única que me aceitou) tenho um melhor amigo e que é um tanto diferente mais é uma pessoas muito legal. Hoje era meu ultimo dia de aula e eu estava torcendo para que nada desses errado, eu e Fred ( meu amigo) fomos para nossa ultima aula do dia ( até agora tudo estava dando certo, mais não vou contar muito vantagem ) uma coisa que eu tinha notado nessa aula era que a professora estava um tanto diferente ela parecia muito nervosa e ao mesmo tempo muito furiosa, no fim da nossa aula a professora disse:
- Shamira , por favor quero que fique aqui – olhei com um cara meio de * o que eu fiz dessa vez?*, acho que ela notou isso pois falou- não precisa se preocupar , apenas vamos ter uma conversa- sentei na carteira mais perto da mesa dela.
- Qual seria o assunto?- a fisionomia dela mudou muito rapidamente , parecia que tinha escamas no rosto e uns olhos de cobra, rezei para que fosse apenas a minha imaginação.
- Quem é seu pai semideusa? – disse ela
Que pergunta mais estranha, a escola toda sabe que não tenho e por isso tiram muito onda com minha cara.
- Que pergunta mais tonta, todos sabem que nunca conheci meu pai..... e que papo é esse de semideusa?- tinha me lembrado dessa palavra no livro que eu tinha sobre mitologia ;olhei espantada para ela pois sabia que filhos de deuses com mortais não poderia ser real e foi ai que o pior aconteceu , ela subiu em cima da mesa e tirou as calças( dá para acreditar nisso? É não dar)
- Você deve morrer sssssssssssemidesssssa.

Ela era uma cobra, como isso era possível, fiquei um tempo sem reação , será que o que eu li nos livros era realmente verdade?. Fred apareceu na sala com uma flauta de bambu e disse:
- Saia daqui - ele gritou e depois começou a tocar a sua flauta.
Me levantei o mais rápido da cadeira e corri para a porta , queria ver o que ia acontecer ( minha curiosidade falou mais alto) a música estava fazendo nascer raízes que se enroscavam na mulher cobra e cada vez elas ficavam mais fortes. Depois Fred saiu de perto me puxou para fora da sala dizendo :
- Temos que sair daqui e correr para poder avisar a sua mãe e fugir o mais rápido possível daqui e ir para o acampamento...- ele perdeu o fôlego no final da sua história .
- Que acampamento é esse ?- perguntei abismada
- um local seguro para você – disse ele
- Que papo é esse de semideus?- ele olhou para mim com uma cara de * isso não é hora para esse tipo de pergunta*
- Sabe , existem deuses gregos , eles namoram com mortais e tem filhos – ele olhou para mim.
- Então você quer dizer que eu sou uma semideusa?
- sim, mais não sei que é seu pai – ele disse, esperando que essa fosse minha próxima pergunta
Não demoramos muito para chegar na minha casa ( não morava muito longe da escola) chegando na minha casa Fred começou a contar tudo para minha mãe e ela logo correu para o meu quarto e fez minha malas, deu dinheiro para o Fred para podemos pegar um taxi e ir para esse tal acampamento. Descemos a rua ,pegamos o primeiro taxi que vimos, ele falou para o motorista para onde ele deveria nos levar, depois de algumas horas paramos em meio a um campo com uma colina, o motorista nos olhou e disse:
- tem certeza que é aqui que vocês vão ficar crianças? – perguntou ele um pouco assuntado
- sim, temos certeza- Fred respondeu pagando o motorista.
Saímos do carro, Fred esperou o motorista sair ; subimos a colina...
- você estar me devendo uma explicação – ele olhou para minha cara e viu que eu não ia desistir então começou a contar tudo sobre deuses, disse também que ele era um sártiro protetor e que logo eu saberia quem era meu pai . passamos por um pinheiro com um velocino de ouro , vi um lugar belíssimo , cheio de alegria. Fred me levou para uma casa azul muito antiga, ele me apresentou um tal de quíron (diretor das atividade). Os dois me levaram para conhecer o acampamento , mais nem um dos dois não me contaram que era meu pai então tive que perguntar;
- quem é meu pai? – eles olharam para mim surpresos
- desculpa, mais ainda não sabermos pois ele ainda não a reclamou- disse quíron
Fui levada para o chalé dos indefinidos para poder esperar meu pai me reclamar . todos me receberam muito bem, acho que estava na minha nova casa e uma nova história iria começar a partir daquele dia

Nisto um Cacho de uvas roxas aparecem em cima da cabeça de Shamira Birk e em sua mente uma voz diz
Seja Reclamada Minha Filha
avatar
Shamira Birk

Mensagens : 24
Pontos : 42
Reputação : 0
Data de inscrição : 24/02/2012

Ficha Olimpiana
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quero ser Reclamado!

Mensagem  Melissa Daine em Ter Fev 28, 2012 5:41 pm

Mel, indeterminada



♦ Ficha♦
▬Nome Completo:

Melissa Daine

▬ Progenitor ( Pai / Mae ):

Por Nyx, deusa primordial da noite.

▬ Por que quer ser filho do progenitor escolhido:

Porque eu sou inteligente, independente, nenhum pouco influenciável, e amante da noite e de tudo o que Nyx representa. Ela me inspira, e eu me identifico muito com a deusa. Por esse e outros motivos que eu gostaria muito de ser reclamada filha de Nyx. Por ela ser filha de Caos um dos meus deuses preferidos acho que ela seria legal também, alem disso os poderes e os presentes de reclamação são incríveis.

▬ Relate a história da sua personagem.

Eu, Melissa Dain, ou Mel, como muitos me chamam, nasci e fui criada no Upper East Side, em Nova York. Eu morava com meu pai, Edward Daine, em um confortável e elegante apartamento na Quinta Avenida. Eu sei o que você deve estar estar pensando, e não, não sou rica nem mimada. Apenas tenho algumas condições melhores do que a maioria da população.

Bom, digamos que eu tinha o suficiente para ter uma vida boa. Tudo isso, presente de meus avós, que não aguentariam ver o filho morando em qualquer lugar, então por que não ceder um dos seus inúmeros imóveis? É, eles sim era ricos. Minha avó era uma conhecida socialite de Nova York, indo sempre a festas do chá e coisa do gênero. Uma verdadeira patricinha, sempre se exibindo e sendo esnobe, como se fosse melhor do que os outros só pela quantidade de dinheiro que tinha no banco. Eu odiava tudo isso nela. Sempre odiei.

O sonho inicial de meu pai era ser um astrólogo famoso. Ele chegou até a iniciar o curso na universidade de Yale, mas acabou por mudar por medicina, já que esse era o desejo de seus pais. Uma verdadeira chatice, se quer saber. Em todo o caso, eu tive uma boa infância. Estudei a maior parte da vida em colégios particulares, mas eu sempre era expulsa de todas, então acabei indo parar em uma escola pública. Bom, não foi muito diferente, acabei sendo expulsa delas também. Em todo caso, eu sempre tinha que sair quando eu finalmente estava me adaptando a nova escola, ate que um dia parei de tentar.

Papai não me culpava. Mas minha avó, Ashley, dizia que eu era incorrigível, a vergonha da família, que eu nunca seria alguém de verdade, uma delinquente. Eu nunca liguei, e ela um dia chegou a dizer que eu era igualzinha a minha mãe... Perguntei a meu pai se ela teve a chance de conhecê-la depois. Então ele me contou...

Um dia ele chegou a apresentá-las formalmente por insistência de Ashley. Elas não se deram anda bem pois minha mãe supostamente se recusava a obedecer às normas e regras a que era imposta pelos meus avós ali. Mas meu pai, ele a descreveu como uma mulher deslumbrante. Independente, que brilhava por si só. Quando chegava a noite, ela podia ser ela mesma, cada vez melhor... E eu ficava cada vez mais maravilhada com tudo aquilo. Claro que eu ainda pensava que ela estivesse morta, eu não sabia que era uma meio-sangue. Quando finalmente descobri, eu fiquei chocada, me sentindo traída, injustiçada, pois eu sentia como se a verdade tivesse sido arrancada de mim. Eu deveria ter sabido quem a minha mãe era, ou melhor, quem ela é. Vou contar como eu descobri, exatamente, no verão passado.

Foi no meu aniversário de quinze anos, eu finalmente fui abordada por um monstro. Eles estavam sempre por perto, mas acho que não tinham certeza de quem eu era. Até aquele dia. Foi horrível. Ela estava disfarçada da minha professora de francês, e eu me lembro bem quando agarrou meu braço com força e disse ''Você não podia se esconder de mim para sempre. Agora você é minha.'' Eu a vi se transformar na sua verdadeira forma e quase tive um ataque histérico. Dois campistas me encontraram em seguida, dando conta da harpia, e eu me limitei a assistir, ganhando inclusive, uma adaga de prata deles para minha defesa quando não pudessem estar por perto. Mas a esse ponto, eu ainda não sabia que eu era uma semideusa.


- Escute, Melissa, você não pode ficar aqui. Você é uma de nós, e não é seguro pra você. - disse-me o garoto, de nome Harry.

- Como assim? Por que não? Me digam a verdade. -- eu perguntava sem entender. Eu gostava da ingenuidade que eu tinha na época. Era uma vida muito mais fácil de lidar.

- Você é uma meio-sangue, assim como nós. Eu, Hallie, sou filha de Athena, e o Harry, filho de Apolo. Sua mãe é uma deusa, e pelo que eu pude conhecer de você só nesse meio tempo que ficamos juntas, não sei, há uma grande probabilidade de sua mãe ser ou Selene, ou Melinoe, ou Nyx. Mas isso não importa, precisamos tirar você daqui. Harry, onde você estacionou o pégaso?- disse Hallie, com a maior naturalidade do mundo. Eu estava em choque, não sabia nem o que dizer.

- Vocês tem um pégaso? E por que não acha que eu poderia ser filha de Athena? Não sou boa o suficiente pra você?- perguntei rapidamente, sem conseguir formular direito as perguntas que se formavam a mil na minha cabeça.

-Não é isso, é só que se você fosse, não teria simplesmente assistido a gente acabar com aquela harpia e ficado sem saber o que fazer. E depois, os monstros já teriam vindo atrás de você faz tempo. Além disso, seus olhos definitivamente seriam cinzentos. E sim, temos um pégaso, mas é emprestado do acampamento. Vamos, você ainda tem que falar com seu pai. E Harry, você tá esperando aparecer outro monstro pra você ir atrás desse pégaso?!- despejou ela. Harry sorriu pra mim como quem se desculpa e saiu apressado. Hallie estava impaciente e irritada, mas acho que esse era seu normal. Eu ainda não sabia no que acreditar, pois praticamente todos os meus ideais foram destruídos. Eu nem tinha mais certeza se meu nome ainda era o mesmo, ou se já tinha mudado. Esperava que meu pai tivesse uma explicação mais plausível para tudo isso. Doce ilusão.

Qaundo Harry chegou com o pégaso, fomos direto para casa. Tivemos uma conversa com meu pai de cinco minutos, em que eles apenas disseram a ele que eu ''estava pronta, precisa ir imediatamente para o acampamento''. Eu ainda não entendia direito na época, fiquei confusa, me sentia confusa, instável. Na saída, meu pai apenas disse ''Eu te amo, você ficará segura com eles. Entre em contato assim que puder, está bem? Ah, se vir sua mãe, algum dia, diga a ela que eu nunca a esqueci.'' E tudo no que eu consegui pensar foi... ''o quê?''

De qualquer forma, logo chegamos a Colina Meio-Sangue. Lá Quíron me deu melhores explicações, explicou-me como as coisas funcionavam e eu ainda estou tentando me adaptar realmente. Mais algumas coisas ainda estão confusas. Eu não sei quem é minha mãe, mas eu sempre fico melhor a noite, me sinto mais viva. É quase como se ele me alimentasse. Estranho não é? Mas é como me sinto. No chalé 11, a espera de ser reclamada...

☪ Reclamada minha querida, seja bem vinda filha <3 ☪
avatar
Melissa Daine

Mensagens : 1
Pontos : 1
Reputação : 0
Data de inscrição : 19/02/2012

Ficha Olimpiana
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quero ser Reclamado!

Mensagem  Megan D.Fabray em Dom Abr 22, 2012 9:55 pm

Nome Completo:Megan Dianna Fabray
Progenitor :Afrodite
Por que quer ser filho do progenitor escolhido:
Dã ?!Afrodite deusa da beleza e do amor,e é logico por que a maiora baba nas filhas de Afrodite Cool Sem falar que e acho ela a deusa mais "diva" porque ela tem um cinto de ouro que ninguem conseguia resistir a ela,além disso porque também acho que de todas deusas contando até a ultima em uma por uma acho que me identifico mais com
ela.
Historia contando como descobriu que era um semideus / semititã e como chegou aqui no acampamento :
Bom era mais ou menos aquela vida fácil e normal,minha mãe era advogada e meu pai empresario era sem irmã ou irmão ...Filha única,uma coisa que me deixava um pouco diferente mais atenção dos meninos ...Inclusive comprometidos apesar de ter um vida normal isso não mudava o fato de eu ser uma
semideusa
Apesar de isso tudo achava meio que ...Dificl me acostumar com isso oque me encomodava era ...Minha mãe não se parecia comigo,ou melhor eu não me parecia com ela,parecia com meu pai ?!
Sim mas era poucas as semelhanças ...Realmente hun ...Estaria mentindo se disse-se que me importava de pensar de ser adotada,algumas pessoas me olhavam com olhar torto quando menciono "pessoas" digo MENINAS,bom eram poucas mas faziam acontecer muito oque acontecia com elas ?!Nada ...Do que eu via alguns diziam que ficavam gordas,cabelos embaraçados ou de outras cores,oque via na minha cabeça ??"Isso é oque acontece por ver muito Harry Potter",foi a primeira vez que toquei no assunto me lembro de ter entrado no meu carro e dirigido rapidamente até minha casa,onde perguntei para o meu pai :
-Pai ...Andei pensando e já quero saber ...Quem é minha mãe ?!
A reação dele ...Olhou para mim colocando o celular dele sobre a mesa e me perguntando :
-Acredita em deuses ?!
Eu fiquei quase palida em tempo de desmaiar bem ali mesmo,olho para ele e o pergunto :
-Oque quis dizer com isso ?!
A ação dele foi pegar o notebook e por no "Wikipedia" e estava bem na pagina da deusa "Afrodite",dou uma risadinha e ele fala :
-Não ache graça querida ...
Eu me sento em cima da mesa e o pergunto :
-Oque ?
Ele pega a chave do carro e fala :
-Precisa de ir para um lugar ...
Ele indo em direção ao carro eu grito :
-Para aonde ?!
Logo em seguida subo as escadas fazendo dois malões e saindo com eles em direção a rua,onde via o carro protno para sair ponho os malões nos bancos traseiros do carro,foi quando meu pai fala :
-Acampamento Meio-Sangue !
Assim ele vai dirigindo até o acampamento onde ele me deixa parada e fala :
-Sentirei saudades .
Logo em seguida vejo o carro dele indo embora e me deixando na porta do "Acampamento Meio-Sangue",um tal de "Quíron" estava lá olhando para mim e disse :
-Vamos entre ...E bem-vinda !
Sorrio para ele levanto minhas coisas e logo ele fala :
-Filha de Afrodite seu chalé é o dez ...
Assim ele me mostra onde eu deveria ficar,é era um nome meio esquizito ...Meio-Sangue ...mas era onde eu devo estar.
avatar
Megan D.Fabray

Mensagens : 6
Pontos : 8
Reputação : 0
Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 23

Ficha Olimpiana
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quero ser Reclamado!

Mensagem  Anie Campbell em Seg Abr 23, 2012 1:53 pm

Nome Completo: Anie Campbell

Progenitor ( Pai / Mae ): Hermes

Por que quer ser filho do progenitor escolhido: ( minimo 5 linhas )

Vocês me perguntam... Porque Hermes? E eu lhes respondo.... Porque ele é a minha cara Tipo nós dois comos faz tudo .. ele é capacho dos Deuses e eu da minha mamãe u-ú Velocidade... é uma coisa que eu amo e ele tem... E também ele atua em varias áreas como a medicina, ele o Deus Viajante, não gosta de ficar parado como eu.... Além de ser um ladrão nato u-ú Loka pra roubar os grui daki .... Por isso quero ser filha dele '-'

Historia contando como descobriu que era um semideus / semititã e como chegou aqui no acampament( minimo 15 )


Anie Campbell é uma jovem comum, comum nem tanto pois agora sabe o que realmente é, quem realmente é, atualmente em seu 14 anos, mas antes de chegar a essa idade essa jovem tão infantil, doida e as vezes um pouco tímida viveu por coisas que só um meio sangue entenderia....
Nascida na França e criada nesse mesmo local até seus 5 anos, Anie viveu faliz mas com um pouco de turbulência pois quando estava na escola tinha sido atacada por um homem que segundo a mesma tinha apenas um olhos e era bem no meio da testa... Claro que ninguém acreditou na menina, mas sua mae ficou tão temerosa com isso que logo se mudaram para Nova York.
Ela era astuta, percebeu que sua mae sabia de algo, mas decidiu deixar para lá... tempo depois o pai de Anie consseguiu um novo marido, que a mimava na frente dela e e a maltratava pelas costas do mesmo, Sem aguentar mais a patife do seu padrasto, já a mercê de seus 11 anos,ela fugiu, seu pai ficou sem entender o porque, mas ela não voltou...
A menina tinha acabado de fugir, estava no Central Park quando ouviu algo, um galho se quebrando e ela disse:
- Tem alguém ai?- ela olhou entre os arbustos e viu algo se mexer, parecia um animal...
Logo o tal animal pula em cima dela a prendendo no chão, era um cachorro terrivel muito maior do que qualquer outro que ela havia visto... Ela o olhou assustada, mas o animal apenas a encarava, quando de longe se ouviu um balido "Beleza, mais um animal pra me comer viva ¬¬" Pensou...
Mas ela estava enganada, o dono do balido consseguiu tirar o monstro de cima dela, so que agora estava encurralado, ela olha na direção de uma arvore na qual o monstro/cachorro gigante latia para um menino?! Isso mesmo um menino com chapeu rastafari, uma blusa laraja e uma calça felpuda com cascos nos pés?!que balia nervosamente temendo o pior.... Anie não pensoudireito, foi tudo muito rápido, ela subiu rapidamente na arvore e pulou em cima do monstro segurando um galho de arvore, e logo batia várias e várias vezes na cabeça do monstro/cão gigante que rodava com ela como um boi de rodeio tentando tirá-la de cima dele, o que foi uma tentativa em vão pois a menina não saia de cima dele nem que lhe pagassem...
Continuo batendo e o monstro/cão gigante estava canssando, ela olhou para o menino que estava com uma espada e logo fincou a espada no monstro que logo se desintregou e pó dourado...
A menina caiu de bunda no chão um tanto atordoada, olhou em volta e tudo ficou nublado , depois foi escurecendo, até que ja não estava mais conciente.

(...)

Anie acordou em um lugar que parecia uma enfermaria.....
"Que sonho louco" - pensou, olhou em volta se perguntando onde estava, logo alguém disse..
- Se quiser saber... está na enfermaria do acampamento meio sangue....- Enfermaria? ... Acampamento?.... Meio sangue? - franziu o cenho - espera - ela arregalou os olhos - v-v-você é o garoto dakela noite, então.. o que era aquilo? a quanto tempo estou aqui? e o que eu estou fazendo aqui?
- Bem.... Era um... cãoinfernal -
sussurrou rapidamente
- O que?
- Um cão infernal ... e bem... você está de cama a 3 dias, e está aqui porque você é uma meio sangue...

- Olha.. eu não sei o que é isso... e nem pretendo saber... eu vou indo - ela se levantou da cama mas logo a tontura veio, ela viu um copo de algo que parecia um suco de laranja mas qunado bebeu tinha gosto de caramelo e sorvete de chantily....
- Que bebida é essa?
- Nectar... a bebida dos deuses - ela riu achando graça , bebida dos deuses, era legal, muito gostosa mesmo -
tem um gosto diferente para cada semideus....
Ele contou toda a história dos semideuses, deuses e do acampamento, sobre todos os poderes e logo mostro o acampamento para ela que ficou boquiaberta......


(...)


Agora ela vive aqui, no Acampamento meio-sangue.



RECLAMADA SEJA BEM VINDA
avatar
Anie Campbell

Mensagens : 13
Pontos : 23
Reputação : 0
Data de inscrição : 23/04/2012
Idade : 20
Localização : aquí, alí, em todo lugar *-*

Ficha Olimpiana
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quero ser Reclamado!

Mensagem  Math Tuck em Dom Set 16, 2012 1:53 am

Nome Completo: Math Tuck
Projenitor:
Ares, Deus da Guerra
Por que quer ser filho do projenitor escolhido:
Não gosto de pessoas fracas e que necessitam sempre de ajuda. Ares é uma grande inspiração para quem precisa vencer a qualquer custo, e também me identifico com ele pois a violencia é mais efetiva quando gera resultados. Com temperamento irritadiço, seria o melhor a escolher.
Historia contando como descobriu que era um semideus / semititã e como chegou aqui no acampament( minimo 15 )
Depois de anos sendo expulso das escolas onde estudei, ja não aguentava os professores e fugi. Eu morava em um orfanato, e as pessoas de la eram irritantes. eu era tachado de diferente por que eu costumava ser mais forte que as outras crianças, mas também porque eu tinha um déficti de atenção, o que não permitia que eu acompanhace o jeito lento das outras crianças. Nunca soube minha verdadeira idade, a única coisa que sabia com total verdade era que quando eu fui trasido para o orfanato, era que eu estava coberto de sangue em minhas roupas, mas nunca me explicaram o porquê disso.
Sempre no meu canto, eu costumava ouvir bandas de rock pesado, somente para extraviar a minha raiva por nunca ter sabido de que eu era filho. Mas depois de um tempo eu ja nem me importava muito com isso, afinal de contas, ja não era importante. A vida me ensinou que só se deve proteger a si mesmo.
Logo no mes de agosto, eu havia saido para dar uma caminhada, e fui andando em direção a um predio que existia a duas quadras do centro de Manhatan. Eu subia no terraço apenas para ficar observando a cidade em busca de algo interessante. E foi numa dessas observações que eu vi, em um beco proximo dali que haviam duas pessoas, armadas com canos de ferro, batendo em um mendigo que morava ali. Eu até pensava em deixar quieto, mas algo dentro de mim disse que era uma boa oportunidade para brigar.
Eu pensava que sairia dali sem muitos problemas, mas eu tinha apenas 16, 17 anos e aqueles caras eram adultos. Procurei por algo no chão que pudesse me ajudar, e vi um pé de mesa quebrado no chão. "que agradavel" pensei, "mas vai da pro gasto".
Não pensei em chama-los para avisalos, apenas comecei a correr em direção á ele, qulando quando cheguei perto o suficiente para poder nocautear o primeiro com um golpe em baixo do queixo.
Mas o que.."-o outro falou com um tom de voz rouca.
Por um minuto eu fiquei para sem me mover ao olhar para os olhos dele, que mostravam apenas fogo.
-Mas o que diabus é isso?!-foi o que saiu da minha garganta.
-Ja estava esperando por você, meio-sangue...ele falou, mudando o tom de voz.
De repente, tudo começou a ficar mais frio e escuro. Percabi que el vinha na minha direção, então me abaixei e o acertei na perna, o que o fez cambalear, mas não muito a ponto de me azer ganhar um tempo extra. Quando ele me atacou, eu simples mente pulei por cima do cano e cai ao lado dele, pois o cano acertou meu pé e eu perdi o enquilibrio.
-Agora você é meu!-ele falou, pondo o cano por cima da cabeça para pegar mais impacto. No momento em que ele abaixou os braços, fechei meus olhos esperando um tremendo ematoma, mas não senti nada. Quando abri os olhos, percebi que estava em uma cama. Tentei me levantar, mas surgiu uma dor nas minhas costas e eu tive que pegar apoio as braços...
-Onde, onde estou?-perguntei, olhando para os lado e percebendo que estava sozinho em um quarto amplo e bem organizado, com pkantas e flores variadas. Levantei com esforço, mas pude me sentir melhor. Caminhei até a porta e vi mu campo com muitos adolescente treinando.
-O que é isso?-pergunto retoricamente.
-Esse é o acampamento meio-sengue, jovem Math-respondeu um homem que estava do lado de fora da porta-Seja bem vindo...

...E depois de um tempo, eu ja havia me acostumado com o pessoal, e com o novo modo de vida...

Math Tuck

Mensagens : 1
Pontos : 1
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/09/2012
Idade : 23
Localização : Alvorada

Ficha Olimpiana
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quero ser Reclamado!

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum